segunda-feira, 12 de julho de 2010

Fazer Logoff

Eu reinicio tudo.
Fico perplexa com a minha capacidade de mudança.
Se as situações,pessoas e lugares me encomodam eu vô lá e mudo,
simples assim;
Começo a montar do zero.
Parece que se sobrar qualquer vestígio do que passou,as coisas param de funcionar,então,vô e faço a limpa.
Não sei explicar,mas sentimento é uma coisa fácil de modelar;
acontece qualquer coisa e o que era amor vira ódio e o que era importante vira aguas passadas,se é que me entende.Por isso que antes que algo aconteça eu reinicio tudo outra vez,para não dar chances ao imprevisto.
Meu coração parece uma caixinha,enquanto vou enchendo de coisinhas tudo vai bem,
mas quando resolvo colocar algo maior a tampa não fecha,e o problema cresce.
e o que faço?
o que já estou mais que acostumada a fazer,jogo tudo fora e começo de novo.
Mas isso tem uma coisa boa!
Eu recomeço com mais sagacidade e experiência,nunca é como foi,
fica tudo mil vezes melhor.
Até eu resolver colocar um sentimento maior na minha caixinha de novo.
Talvez eu tenha sede demais por mudanças e medo que sentimentos grandes e bons demais se tornem ruins
e por isso eu viva nesse constante reiniciar.
Quem sabe um dia eu canse e comece a pensar em coisas maiores para a minha caixinha,
algo que vá preencher totalmente ela,
mas enquanto isso não acontece eu continuo clicando no iniciar,desligar,reiniciar.

2 comentários:

  1. Eu me sinto exatamente assim, é tudo tão louco que as vezes nem eu acompanho meu ritmo.

    ResponderExcluir