sábado, 24 de abril de 2010

Incomensurável

Deixa eu te contar!hoje é o dia pra desabafar.
Diga que está longe,porque você não vai gostar do que vou falar,
e eu não quero problemas pro lado de cá.
Sabe,sua presença era sufocante e falta sua eu já não sentia.
Não,não,eu estou mentindo,era muito pelo contrário.
É que tanta coisa boa tem me acontecido,que sinto como se você nunca tivesse existido.
Então,me deixe consertar;
Quando pro lado de cá você estava,eu pensava que nada me faltava,mas não,o que eu tinha era o que qualquer pessoa poderia receber e o que qualquer outra pessoa poderia me dar;
E eu não gosto de pouco,nem do normal e muito menos do comum.
Então,sempre vô atrás do melhor;
Quando as coisas são pacatas demais,eu vô atrás de diversão.
Mas deixa eu te contar!
eu sei amar!só não explicitamente,posso dizer que meio dramaticamente,ardentemente,é.
A verdade é que nenhuma pessoa realmente conseguiu me segurar.
Hoje só te observo e me lembro de várias coisas,não das boas,só das suas brigas,crises e das mentiras que você inventou.
Não,eu estou mentindo de novo;Eu lembro de como você me fortaleceu,eu aprendi a viver,cresci;mas só depois que você se foi.
É que o sofrimento faz a gente enxergar melhor,então,obrigada pela ajuda!
Sabe,quando você dizia que eu era fria e calculista isso me doia,eu ficava desesperançosa e com medo de te perder;
Não,deixa isso pra lá,porque a verdade era que você estava me perdendo,aos poucos,por nunca me dar atenção.
Eu sou uma confusão e admito,mas não dou o direito à ninguém de concordar com isso;Até porque,eu crio minha confusão e eu mesma a conserto.
Você só me julgava e insistia em me lembrar das minhas imperfeições e falhas.
Talvez não fosse bem assim,porque eu nunca soube ficar em silêncio e cutucar as minhas feridas é como derrubar um vespeiro,
é melhor sair correndo!
Mas agora que você está do lado de lá,eu nem lembro o seu nome,com quem eu tô falando mesmo?
Não,mentira;A verdade é que eu sinto sim sua falta,às vezes até penso em você;
Só que não mais como alguém que nasceu para mim,mas sim,como uma imagem refletida.
Orgulho,é uma palavra que nos encaixa bem.
É,eu sabia que você não iria gostar das coisas que eu estou te falando,
foi difícil até para mim admitir isso.
Mas deixa eu te contar que do lado de cá,estou vivendo muito bem
e que com tudo isso eu consegui me entender melhor,através de você.
Desculpa te contar isso,mas foi pra desabafar e isso vai te ajudar,aí do lado de lá.





(Créditos:Meu eu-lírico.)

6 comentários:

  1. amei! além de artista é escritora... eu acho que sei pra quem é issoo...

    ResponderExcluir
  2. Não não,MUITO pelo contrário,eu não fiz esse texto pensando em ninguém,por isso os créditos ao meu eu-lírico.Isso não é um desabafo meu. (:

    ResponderExcluir
  3. Que baita texto, super adorei *-*

    ResponderExcluir
  4. VC DESCREVE O MEU DIA A DIA AMEI OS TEXTOS PRINCIPALMETE O QUE O SILENCIO EXIBII

    ResponderExcluir